Avaliação do figo à colheita

Do artigo «Avaliação qualitativa do figo à colheita», da Claudia Sánchez , publicado em Voz do Campo.

O figo, fruto da figueira (Ficus carica L) é originário da região do Mediterrâneo, sendo um dos frutos mais consumidos desde a Antiguidade. O seu consumo em quantidades moderadas constitui uma excelente opção para uma dieta saudável.

Com o objetivo de melhorar a qualidade e produtividade dos figueirais, recentemente foi criado o Grupo Operacional GoFigoProdução. Entre as técnicas culturais avaliadas destacam-se a fertilização, a poda e a manutenção do coberto vegetal natural.

Assim, após a colheita, os frutos são analisados em laboratório com o intuído de avaliar o efeito das diferentes técnicas culturais na qualidade dos mesmos. Os parâmetros analisados são aqueles considerados de maior importância pelos consumidores, que no caso do figo são o tamanho, a cor da epiderme e da polpa, o sabor e a consistência.

Relativamente à cor da epiderme, este fruto apresenta diferentes tonalidades, que estão relacionadas com a cultivar e o grau de maturação.

O outro indicador de qualidade dos figos é a consistência ou dureza que pode variar entre mole, firme ou duro.

O teor em sólidos solúveis totais (SST) é un parâmetro muito importante no momento de aferir a qualidade dos figos. A determinação dos SST do sumo do fruto é realizada mediante um refratómetro e os valores são expressos em graus Brix (ºBx), sendo que 1ºBx equivale a 1 g de açúcar por 100 gramas de solução. O conteúdo em SST depende do grau de maturação e da cultivar. Por exemplo, um figo maduro da cultivar “Pingo de mel” contem entre 20 e 25 ºBx, enquanto um figo “Preto de Torres Novas” pode alcançar valores de 22 a 32 ºBx. Assim, 100 gramas de fruto fresco podem conter entre 20 e 32 gramas de açúcar, o que equivale a cerca de 4-6 pacotes de açúcar de café. Tendo em conta que o açúcar maioritário é a glucose, o figo constitui um excelente alimento para todas aquelas pessoas que precisem de um aporte extra de energia, como é o caso de grávidas, crianças e adolescentes, desportistas e pessoas com elevada atividade física e intelectual, já que ajuda a evitar situações de fadiga.