Interação entre fósforo e ferro em cafeeiro cultivado en solução nutritiva

Del estudio, “ESTUDOS SÔBRE ALIMENTAÇÃO MINERAL DO CAFEEIRO.. VII.INTERAÇÃO ENTRE FÓSFORO E FERRO EM CAFEEIRO) (Coffe arabica L., var. Caturra KMC) CULTIVADO EM SOLUÇÃO NUTRITIVA“, de L. NEPTUNE MENARD, E. MALAVOLTA, publicado en Anais da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz

 

O objetivo deste trabalho foi estudar:

1-Os efeitos do fósforo e do ferro sobre a composiçao química do cafeeiro, quando esses dois elementos sao omitidos da solução nutritiva ou fornecidos em níveis diversos.

2- A interdependência dos nutrientes citados e a destes como nitrogênio, o potássio, o cálcio e o magnesio no crescimento e na composição química da planta.

Foram feitas 2 repetições para os 5 tratamentos seguintes:

1 – Testemunha (solução 2 de HOAGLAND e ARNON);

2 – Sem fósforo;

3 – Com 310 ppm de fósforo;

4 – Sem ferro;

5 – Com 28 ppm de ferro.

O ensaio foi conduzido em casa de vegetação. O pH das soluções conservou-se entre 5, 0 e 5,5.

Foram tiradas as seguintes conclusões: na ausência de fósforo, verificou-se alto teor de nitrogênio, de potássio e de ferro nas fôlhas, em relação a testemunha. Ao aumento do nível de fósforo, correspondeu um consumo de luxo deste elemento e um teor acentuado de magnésio. O excesso de fósforo interferiu na absorção e utilização fio ferro, provocando um decréscimo no teor deste microtriente na planta, porém, ao mesmo tempo, hou ve um aumento no teor de potássio. Este aumento no teor de potássio e mais acentuado ainda no tratamento com excesso de ferro. Nas soluções de alta concentração de ferro, foi observado um teor de fósforo maior nas raízes, sugerindo a formação de um precipitado de fosfato férrico complexo.

Por último, a análise química revelou um teor de ferro menor na planta testemunha do que na planta clorótica, ou seja, deficiente em ferro.