O projeto “VineScout”

Do artigo “Projeto europeu de “robô da vinha” regressa ao Douro“, publicado na Agrotec.

O projeto “VineScout” foi iniciado em dezembro de 2016 e é financiado em cerca de 1,7 milhões de euros (dos 2 milhões de euros totais) pelo Horizonte 2020, um Programa-Quadro Comunitário de Investigação e Inovação da Comissão Europeia. O projeto é desenvolvido por um consórcio formado por: Universitat Politècnica de Valencia (ES), WALL-YE SARL (FR), SUNDANCE Multiprocessor Technology Ltd (UK), Universidad de la Rioja (ES), e SYMINGTON Family Estates (PT).

Imagem de demonstração no campo a Quinta do Ataíde (Portugal)

As técnicas atuais de recolha de dados das vinhas têm várias limitações. O “VineScout” é capaz de fazer medições de parâmetros chave da vinha que apoiem a viticultura, incluindo o controlo do estado hídrico da videira, a temperatura da folha da videira e o vigor da planta.

Com o “VineScout”, os viticultores e produtores podem assim ter acesso a informações abrangentes e confiáveis durante os ciclos de crescimento e maturação, em tempo real, de modo a poderem realizar ao máximo o potencial qualitativo do fruto.

O VineScout destaca-se pela capacidade de monitorizar a vinha de forma autónoma e com recurso a propulsão elétrica e energia solar.

 

Mais informações:  vídeo , página oficial